Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Boris Schnaiderman (1917-2016)

      Morreu ontem no Hospital Samaritano, em São Paulo, o escritor e tradutor Boris Schnaiderman, aos 99 anos. Internado há uma semana, não resistiu a uma pneumonia. Nascido em 1917, na Ucrânia, veio para o Brasil em 1925, na companhia dos pais. Como tradutor, verteu para o português grandes autores russos, Dostoiévski, Tólstoi, Maiakóvski, dentre outros. Registrou na ficção a experiência da guerra - a campanha da FEB na Itália- no romance Guerra em surdina (1964), reeditado pela Cosac Naify em 2004. Em parceria com os irmãos Augusto e Haroldo de Campos, participou da tradução de dois importantes lançamentos da década de sessenta: Poemas de Maiakóvski (1967), Poesia russa moderna (1968). Grande intelectual.
      Tenho uma carta de Boris Schnaiderman, devo a ele minha apresentação ao Suplemento literário do Estadão, no qual publiquei artigos nos anos de 1970. A carta consta do meu Mosaico insólito (2006).

                                              (Foto: youtube.com)


Nenhum comentário:

Postar um comentário