Total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Colóquio-letras

      A revista portuguesa Colóquio-letras, da Fundação Calouste Gulbenkian,  segue em circulação, atualmente dirigida por Nuno Júdice. O alto patamar de qualidade na vertente ensaística e na roupagem gráfica tem-se mantido, juntamente com o foco especial nas literaturas produzidas em língua portuguesa. Em sua fundação, em 1959, a revista chamava-se Colóquio, revista de artes e letras; em 1971, o periódico dividiu-se em duas revistas, a Colóquio-artes e a Colóquio-letras, esta com periodicidade trimestral, depois bimestral, agora quadrimestral. Uma quarentona de sucesso. A associação de literatura com as artes plásticas vem de nascença, como se vê. Vários diretores alternaram-se na linha do tempo: Hernâni Cidade, Jacinto do Prado Coelho, David Mourão-Ferreira, Joana Varela.


      Os dois números editados neste anos, o 185 dedicado a Almada Negreiros e o 186 com instigante dossiê sobre a utopia, impõem-se, na sequência esperada, como espaço multifacetado de pesquisa, debate e crítica, com relevo para as resenhas de livros lançados recentemente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário